quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Amar se Aprende Amando


O mundo é grande
O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.


(Carlos Drummond de Andrade in “Amar se Aprende Amando”)
Fotografia : Avelino Vieira

12 comentários:

lottery gambling disse...

Thanks. Im Inspired again.

Irmão Sol, Irmã Lua disse...

Oi Mari,
O Amor é mesmo um exercício diário, que só se aprende na prática. Por vezes pensamos que estamos agindo certo, mas erramos; por vezes achamos que estamos agradando, mas percebemos que não. Difícil é encontrar a medida certa, o ponto exato de equilíbrio, para que o nosso amor não venha a causar problema e/ou constrangimento para o outro.
Sei que o importante nessa vida é não deixar de amar, sei que é preciso dar sempre sem nada pedir e que é fundamental respeitar a liberdade do outro.
Que o Amor, tantas vezes não amado, nos ajude nessa grande e difícil aprendizagem.
Beijo,
Benja.

Carol Timm disse...

Mari,

Amar se aprende amando... é uma linda frase para começar um final de semana, para pensar em setembro, para esperar a chegada primavera...

Amar se aprende amando...

Escolheste uma foto linda e perfeita para este post de amor.

Beijos e um belo final de semana pra nós!
Carol

poetriz disse...

Desejo um amor do tamanho desse mar pra todo mundo que conseguir navegar...

Bjs!

Ela disse...

E eu, desejo saber s e Avelino, vê todos os dias este amor d e mar na sua janela.

Lindo demais!

Eternessências disse...

Se não estou enganada, "Mari", há um livro do psicólogo Erich Fromm com este título: "Amar se aprende amando".
O Amor tem sido tema de muitos estudos, livros, poemas e debates...
Mas "o Amor foge a regulamentos vários"; não tem receita ou um itinerário apenas. Cada um o conhecerá com um tom,uma intensidade, uma experiência única, pessoal e intransferível...
Cada um viverá o Amor e suas
(im)possibilidades conforme seu grau de maturação e de sensibilidade...
Afinal, Amor é expressão de vida, exercício do SER!...
Um beijo de carinho!
Rose.

NanaTerê disse...

Lindo Marilac.... Ja havia postado la no meu cantinho mas é sempre bom ler e reler e reler.... bjkssss

Eternessências disse...

"Mari":
Volto para uma correção: na verdade, o título do livro de Erich Frommm é "A Arte de Amar" - a mais bela arte, para a qual devemos ir nos preparando; na qual precisamos nos especializar dia após dia...
Beijo e carinho,
Rose

Gabriel disse...

Me lembrou Titãs "É caminhando que se faz o caminho". E, sim, é amando que se aprende a amar, e o beijo, movimento tão irracional entre os lábios, é ao mesmo tempo a demonstração e a realização. Fechar os olhos, ganhar o mundo...

bjs!

Clecia disse...

Carlos Drummond de Andrade dispensa comentários! :)Marilac, Obrigada por mais uma visita e desculpe-me a demora em retribuir. Estava doente estes dias e por isso não deu para visitar os amigos. :) Espero que tenha um ótimo fim de semana!Bjos!

Hay disse...

Mari!
Maravilhosa escolha com esse pequenino poema de tão grande significado...
E eu sempre lembrando outro e outro e outro... apartir desse lindo que acabei de ler

Não basta abrir a janela

Não basta abrir a janela
Para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
Para ver as árvores e as flores.
É preciso também não ter filosofia nenhuma.
Com filosofia não há árvores: há ideias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.
Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.

(...)

Alberto Caeiro

Obrigado Mari por todas as lindas mensagens que deixou no meu blog, e eu nada respondi. Peço Desculpas!

Beijo Carinhoso,
Hay

MIster Teles, o Musical disse...

Tava com saudades do seu blog, passei aqui pra matar essa saudade, coisa linda Carlos Drummond, beijao pra vc!